Coronavírus: Musso lidera primeira votação virtual da Ales

Coronavírus: Musso lidera primeira votação virtual da Ales

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso, vai liderar, na próxima quarta-feira (25/03), um processo de votação online inédito na história do parlamento capixaba. Os deputados e deputadas estaduais farão uma votação em sessão extraordinária totalmente virtual. Equipes de técnicos de vários setores da Casa trabalham em regime acelerado para permitir que essa votação aconteça o mais breve possível.

“De forma inédita será uma sessão online, por videoconferência, para que a votação seja célere. Não só para votar os projetos que tratam de medidas para combater e estancar a propagação do vírus, como aquelas que serão fundamentais para os capixabas que precisarão de um atendimento de qualidade na saúde”, disse o presidente.

A medida se faz necessária em razão do fechamento da Assembleia, por conta da pandemia do coronavírus, além de atender a uma necessidade do governo do Estado. O governador Renato Casagrande está encaminhando para o legislativo capixaba quatro projetos de lei, dentre ele um que decreta situação de calamidade pública no Espírito Santo.

Já é sabido que o processo de votação será on-line, através de uma plataforma digital e videoconferência, e que os deputados votarão via celular, tablet ou computador. Quem comandará a votação é o presidente, como se fosse uma sessão presencial, porém com o auxílio da tecnologia para evitar que os parlamentares precisem se deslocar até a sede da Assembleia Legislativa.

Erick Musso lembrou que essa votação virtual só será possível graças a um projeto iniciado na Casa em 2017. “O processo começou em 2017, com o Ales Digital, programa que tornou a Assembleia Capixaba na primeira casa de leis totalmente digital do país”. Ainda de acordo com o presidente da Ales, o isolamento é importante para evitar a propagação desse vírus. “Estamos atentos com o governo, demais autoridades, o setor produtivo, para que o mais breve possível voltemos às atividades normais no Espírito Santo”.

Add Comment